Seguidores

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

"GRITO" -



Poema Premiado em Concurso de Poesia .

Ganhador do Primeiro Lugar!







"G R I T O"




Teço cordas, braços e pontes
em direcção
à Luz,
numa cadência
angustiadamente cega!

Grito surda contra o silêncio
mordaça-venda rasteira,

asa, abraço existência
que a vida todos os dias
me nega.

Por vezes a morte
se instala
angustiadamente
em meu regaço
com o ímpeto
de quem possui o futuro
no ápice
de um instante.

Luiza Caetano

2 comentários:

O que Cintila em Mim disse...

A poesia de Luiza Caetano é como o facho de luz no centro da escuridão. De repente ilumina-nos com um jorro de palavras de setas e levamos um susto por estarmos tão despreparados.

Vou junta com ela neste caminho de flecha.

Dolores Quintão Jardim disse...

Sem dúvida!

Só mesmo uma poeta como Rachel,para definir este poema de Luiza Caetano!

Um "Grito "

Mas sempre resta a esperança!

Obrigada,por tua visita!