Seguidores

domingo, 30 de setembro de 2007

VOZ DA ÁGUA - LUIZA CAETANO



"VOZ DA ÁGUA"

Vem,
como a secreta voz da água
Sobre o Rio que te espera
de alegria incendiada

Se vieres
de madrugada
te espero à beira fonte
junto à seara do pão

Tanta fome!
Tanta sede!

Veste-te de branco
e
vem
rumor de pássaro breve
súbita rosa de mágoa
nevegada em alvas velas

aceno-te
como quem despe
um ritual de emoção

Rosa de água!
Rosa Pão!

luizacaetano

3 comentários:

Luiza Caetano disse...

O mundo COR DE ROSA DE DOLORES QUINTÃO, aquela cuja maneira de estar na vida é como um mavioso jardim de Paz e Primavera!

Sortuda, me sinto eu de um dia ter cruzada este jardim!
De fazer parte desta tela rosa em que me deestaca,
de ser sua amiga e sentir a verdade pura dessa afeição.

Passei
e
aqui deixei uma pégadinha de amor-Amigo.

Vou te levar para o meu blogue
http://vozdeagua.arteblog.com.br

joão jacinto & poemas disse...

Estimada Dolores

Agradeço a sua visita e o seu comentário.
Aproveito para felicitá-la mais uma vez pelo seu espaço, onde a amizade convive com a cultura, com muita arte. Este magnífico poema de Luiza Caetano é o melhor exemplo disso; tão poeta e pintora, como amiga.

Abraços poemas,

joão jacinto

Dolores Quintão Jardim disse...

Luiza Caetano e João Jacinto!

Meus queridos e estimados amigos.

Faço questão de colocar sempre que posso um ao lado do outro.

Unidos estamos pelos laços mais sinceros de amizade pura e verdadeira.

Obrigada, eu a vocês !