Seguidores

sexta-feira, 24 de junho de 2011

LUIZA CAETANO







"RELÓGIO DO TEMPO"

Tenho um relógio em cada gesto
marcando o tempo e a eternidade.

...Não!
não tenho data nem idade.
Sou apenas contemporânea
deste momento e a verdade
é que já fui rainha de cada instante,
fui amante do vento e irmã renegada
duma revolução em espera,
talvez,
capa de calendário
de alguma Primavera.

Ah!
mas nem o vinho regressa
á boca onde foi festa,
nem a água dos rios a seus leito

Luiza Caetano




‎"D O L O R E S REMEMBER?)"

Existem muitas flores
mascaradas de girassol,

Muitas faces
ocultas
nacaradas de Pierrot

Ah, mas eu sou
a minha e a tua pátria
onde canta um peito aberto ao vento

onde as palavras,
por vezes rudes, são libertas
numa carícia de leite entornado
num cantar-te um carinho ou um fado

Livre entre o riso quebrado
no gume do que deseja ou não quer,

Para essa mulher
minha amiga do peito

Uma arca de trigo! Um celeiro
Uma irmã de coração, um verso
uma lágrima! Um riso ou uma flor
Um terço rezado na distância

LuizaCaetano (Ontem y siempre)

3 comentários:

docerachel disse...

Luiza brilhando novamente...

Luz Cardoso disse...

Lindo!!!

Namastê!
Luz Cardoso

Dolores Quintão Jardim disse...

Luiza, é uma estrela amiga que nos brinda a cada palavra que escreve..