Seguidores

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

"PALAVRAS IRREVERENTES"




"PALAVRAS IRREVERENTES"


Vens
como um delírio vermelho
que me rouba as palavras
e a matriz da verdade
num rumor de cadeias

Como se não me fosse
consentido
o revoltado grito
e a irreverência das palavras

Repetem-se os gestos rotinados
e o nácar nas bocas alheias
alucinadas em seus espelhos
tecidos de monotonia

Quisera reinventar-te, poesia
com o sangue das rosas vermelhas
e o profundo rumor da alegria


LuizaCaetano

in Lisboa In Versos (versão alterada)
2009/08/07

5 comentários:

Luiza Caetano disse...

Ter um coração batendo em uníssno é maravilhoso!

Este teu blogue é uma deliciosa montra literária-cultural.
Quem diria que eu vinha aqui encontrar tantos temas de interesse? Fico extasiada admirando essa tua generosidade em prole de quem dá, de quem tem, de quem pode. Tens esse dom maravilhoso de levar as pessoas a cultivarem o seu melhor. Isso é óptimo! Fundamentalmente porque nada pedes em troca. Ficas feliz com a amizade e com o brilho com que ajudaste os teus semelhantes a irradiar. Nesse contexto te promovo a mais brilhante ESTRELA!

Um beij pleno de admiração e amizade

Luiza Caetano disse...

Te ofereço:

"CHEIRO DE TERRA MOLHADA"

A terra se esvai
quase nua
num chão de terra deitada

Parto espasmo
de carne e de lua

cheiro de terra
depois da chuva.

e o meu
coração lavado
penetrado até à raíz

chora esotéricos orgasmos
num
rumor de água feliz.

LuizaCaetano
2009/08/16

Maria Inês disse...

Olá

Foi um prazer conhecer seu blog!
Um delicioso percorrer por entre os espaços permeados de arte e poesia.
Adorei!Linda poesia!

Maria Inês

Dolores Quintão Jardim disse...

Obrigada,à amiga poeta pintora Luiza Caetano,que faz parte deste meu blog...engrandecendo-o com seus poemas e pinturas.

Aqui,é uma parte de sua casa,sua casa é sua obra,sua obra é de seus admiradores.

Beijinhos de amizade com muito carinho,amiga Luiza!

Dolores Quintão Jardim disse...

Maria Inês!

Que bom te receber aqui no "Meu Encanto"!

Fique à vontade,volte sempre!

Um beijo!