Seguidores

segunda-feira, 27 de abril de 2009

"Bailado a quatro mãos"


"BAILADO A QUATRO MÃOS"

Das tuas mãos e das minhas
nascem gestos
que na concha da noite
esculpem o amor

Das tuas mãos e das minhas
um bailado de alegria
modelado com a violência
primitiva do sol
fecundando a terra

Na água dos teus olhos
mergulho a minha sede
me apoderando da vida

LuizaCaetano

3 comentários:

José Heitor Santiago disse...

Fico muito feliz por saber que a nossa querida e talentosa Luiza Caetano, “poeta pintora, pintora poeta” está em vésperas de lançar o seu primeiro livro de poesia! Nestes últimos anos crescemos junto e evoluímos muito, aqui, brincando de poetas e hoje temos uma mulher de poesia adulta e sempre bonita, simpática e amiga. Normalmente falamo-nos através da poesia, mas sei que posso sempre contar com a sua sincera amizade e também sinto, que ela pensa da mim o mesmo.

Muitos êxitos, para esta belíssima voz da poesia contemporânea, Luiza Caetano, que com mui encanto canta o amor, a liberdade, Lisboa e Portugal!

E mais uma vez agradeço à nossa Hermes da poesia e da amizade, a deusa Dolores, que sem dúvida pelo seu empenho tem ajudado os poetas, a poesia e contribuído, com muita nobreza de espírito e indulgentemente, para mudar o mundo; a sua arma é a a harmonia e a beleza!…

Abril abraços,

jhs

Luiza Caetano disse...

Olha que coisa mais lindaaaaaaaaaaaa!

Hermes da poesia! Deusa da Harmonia!
Eu diria mais! Muito Mais!
Ela é o nosso Eixo do Bem! A nossa corda umbilical! O nosso Elo de ligação. Aquele Elo que ela segue com seu coração jamais deixando quebrar.

João Jacinto,
só mesmo uma bela alma de poeta, astrológicamente cruzada na vidência dos preságios, poderia ter esse secreto conceito adivinhado por entre os elos dos secretos silêncios.

Há amigos que jamais se esquecem!

Que bom que nos encontramos poooor aqui.
BeijosPoemas

Dolores Quintão Jardim disse...

Afinal de contas,meus queridos amigos poetas,este é o vosso lugar...já devem ter percebido com certeza que sim!

Eu...não sou nada..sou admiradora de vossa poesia,de vossa pessoa.


Ah, se não vos conhecesse!
Não teria a grande alegria de ler e viver a emoção que passais a quem vos lê.


Obrigadaaaaaaaaaa!
Amo vcs.!
Beijinhos e abraços!