Seguidores

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

"O VÔO DA ÁGUIA" - Luiza Caetano





" O VOO DA ÁGUIA"



Olha essa passarada
no céu da minha alvorada

Negros pássaros amargos
sem horizontes libertos
magoados pela inveja
da liberdade da águia

são corvos disputando
nas margens de cada regato
como urubus famintos

Corvos negros de voo rasante
invejando as estrelas
na sua cadência brilhante


Coxos da alma, esmolantes
famintos e deturpados

Como vendilhões do templo
mascarados de razão

Eles não sabem
nem sonham
que a verdadeira emoção

está
na liberdade de voar...

Plenamente!

luizacaetano

4 comentários:

Luiza Caetano disse...

DAQUI É UMA PESSOA MUITO SUSPEITA,
SUSPEITANDO
QUE A BELEZA DESTA AMIZADE BONITA
Lisboa - São Paulo
É MESMO UMA IMENSA PONTE
de poesia feita de palavras e tecida com gestos de enorme significado

BEM HAJAS
DOLORES
E
TODA A FAMÍLIA

Manuel Marques disse...

Outra das verdadeiras liberdades é a de saber o que se sente, independentemente do que se possa interpretar. Ter a maturidade suficiente para saber viver um amor de forma serena, adulta, mesmo louca, mas feliz. Muita da liberdade de voar também reside nisso, em sentirmos-nos bem com a nossa maneira de ser mesmo que ela não agrade a gregos e a troianos!

Os poemas da Luiza são sempre brilhantes!

Dolores Quintão Jardim disse...

Luiza!


A ponte é a PONTE DO AMOR!

da amizade sincera e verdadeira.

Tu és a poeta...eu a tua admiradora!

Dolores Quintão Jardim disse...

Amigo Manuel!

Obrigada,pela visita poeta amigo de Portugal...o amigo também está aqui neste cantinho da amizade e do amor..Amor a seus amigos,amor à sua terra,amor a todos nós.
Beijos e abraços!